Artigos /  Resistência física, mental e resiliência: atributos de um mesmo ser, comportamentos que apenas exercem sua forma em momentos diversos (Daniel Júnior)



Muitos dos verdadeiros Experts em suas áreas possuem os atributos mentais como mais fortes e por vezes, mais sólidos que as questões técnicas de sua atividade profissional, por permanecerem durante muito tempo resolvendo problemas em ambientes inóspitos. Atentemo-nos ao todo dos ser humano e possivelmente erraremos menos, pois sempre por traz de uma história talentosa há relatos de trabalho árduo, transposição de dificuldades e certeza de um futuro positivo ainda abstrato, na contramão do imaginário épico e divino do dom e do talento, historicamente utilizado para frear a busca da excelência, atributos dos deuses.

Ao estudar os atletas de maior expertise em suas atividades, as análises muitas vezes centram se apenas aos aspectos técnicos e táticos, seja deles sua capacidade de execução e escolhas dentro do jogo para solução de problemas ou conhecimento sobre o ambiente que se age. No entanto, pouco ou nada se fala sobre as capacidades psicológicas que fornece substrato a sobrevivências em um ambiente feroz de competitividade. Estar em alto nível de rendimento, o que o torna expert, requisita capacidade de resistência não apenas física, mas outras manifestações desta.

Resistir a algo é atributo de transpor ou aguentar uma dificuldade extrema imposta em determinado momento, podendo esta ser social, na dificuldade de convivência com outros (tida também como tolerância), na negação de suas ações pelo meio externo ou interno frente a ideias e praticas contrarias com argumentos de força contrária em igual ou maior força.

Segundo psicólogos os comportamentos e valores de pessoas de comportamentos únicos (aqueles que o identificam com coerência nos mais diversos contextos) são pessoais e lineares, transportando-se apenas para outras esferas talvez com outras nomenclaturas. Parte dessa resistência do atleta está na força mental de perseguir seus objetivos em situações de extremo stress e na resiliência, tida como a forma de remontar-se sempre após insucessos in momentum ou pós momentum sob o mote dos versos da música "erga essa cabeça meta o pé e vá na fé"

 

Daniel Júnior

Técnico de Futsal do Joinville/Krona